Seguidores

domingo, 30 de abril de 2017

Os capricornianos que fizeram a diferença na vida do capricorniano Eddie Redmayne (06/01).





O londrino Redmayne vem de família abastada, tendo estudado no aristocrático Eton College, fundado em 1440 por Henrique VI. 





Os príncipes William e Harry também foram alunos de lá, sendo que o mais velho foi seu contemporâneo:




Redmayne (11) e o príncipe William (20), na foto de turma tirada em 2000.





Estudantes de Elton, a "fábrica de cavalheiros".



Estudantes com seus tradicionais uniformes (fraques) assistindo a um jogo.



Foto de Redmayne no anuário do colégio.


Depois do Elton, Redmayne cursou História da Arte no Trinity College, que faz parte da Universidade de Cambridge, e se formou com louvor.








Havendo estreado no teatro em 2002, em 2008, aos 26 anos, antes de se tornar ator em tempo integral, Redmayne trabalhou como modelo para Burberry, junto com Alex Pettyfer (de Alex Rider Contra o Tempo, Eu Sou o Número Quatro, A FeraMagic Mike) e Cara Delevingne.













Na edição de setembro de 2012, a revista Vanity Fair o incluiu na lista dos mais bem vestidos do mundo e, em 2015, ele apareceu em primeiro lugar na GQ entre os homens mais bem vestidos do Reino Unido. 








A partir de 2006, os papéis na TV e, principalmente, no cinema foram se sucedendo: Pecados Inocentes (2007), com Julianne Moore; A Outra (2008), com Scarlett Johansson e Natalie Portman; Morte Negra (2010), com Sean Bean; Sete Dias com Marilyn (2011), com Michelle Williams; Os Miseráveis (2012), com Hugh Jackman, Russell Crowe e Anne Hathaway, para citar alguns.














Mas foi ao interpretar dois capricornianos na vida real, em papéis que lhe renderam indicações e/ou as maiores premiações do cinema, que Redmayne  firmou seu nome.





Em 2014, o ator viveu nas telas o físico e cosmólogo britânico Stephen Hawking (08/01) no drama biográfico A Teoria de Tudo, levando o Oscar e o Globo de Ouro por sua atuação.




















E, no ano seguinte, Redmayne encarnou o pintor de paisagens Einar Mogens Wegener (28/12)...





... que, por ser intersexual (possuía características físicas tanto do sexo masculino como do feminino, inclusive ovários atrofiados, como se descobriu depois, o que dificultava sua identificação total como pertencente a um dos gêneros), optou posteriormente por assumir uma identidade feminina – adotando o nome de Lili Elbe – que foi reconhecida legalmente após submeter-se a cirurgias de readequação sexual.










Elbe faleceu após a quinta dessas operações, na qual recebeu um transplante de útero, por rejeição aguda, em 1931. Tal operação estava fadada ao fracasso, pois o primeiro imunossupressor eficaz, a Ciclosporina, só começou a ser empregada em transplantes em 1980!





Por este filme, A Garota Dinamarquesa, Redmayne também foi indicado ao Oscar de Melhor Ator, perdendo apenas porque a Academia não podia deixar passar a oportunidade de reparar a omissão e a injustiça históricas, que já estavam até virando piada, e finalmente premiaram o grande Leonardo DiCaprio, por O Regresso (embora DiCaprio não tenha merecido tanto o prêmio por esse papel específico, que foi uma de suas interpretações mais fracas se comparada ao seu inesquecível Arnie em Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador, e outras magníficas atuações como em Diário de um Adolescente, O AviadorIlha do Medo etc.).









Agora já um rosto conhecido do grande público, Redmayne foi o escolhido para estrelar Animais Fantásticos e Onde Habitam (2016), o primeiro de cinco filmes da série prequela (ou pré-sequência) da saga Harry Potter. O lançamento de Animais Fantásticos e Onde Habitam 2 está previsto para 18 de novembro de 2016.











Curiosidade: Eddie Redmayne tem acromatopsia (cegueira para cores). Tal síndrome, que num grau mais leve é chamada também de daltonismo, não atrapalhou o ator em obter seu diploma em História da Arte e nem o impediu de apresentar como dissertação de conclusão de curso um trabalho sobre o International Klein Blue, ou o Azul Klein, uma tonalidade profunda de azul concebida e registrada pelo artista francês Yves Klein (1928-1962).





Veja aqui o que já publicamos sobre Eddie Redmayne e Animais Fantásticos e Onde Habitam.

Um comentário:

  1. A escola dele parecia Hogwarts! Então a escolha dele para essa continuação de Harry Potter tem tudo a ver!

    ResponderExcluir